quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Tema: A Cesta Básica da Verdadeira Auxiliadora

"Então, Jesus, erguendo os olhos e vendo que grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pães para lhes dar a comer?" (Jo 6.5)

Introdução: O apóstolo João relata a preocupação do Senhor Jesus com a fome da multidão que o cercava. Seus discípulos trouxeram-lhe o lanchinho de um menino (cinco pães e dois peixes). Depois de orar, o Mestre repartiu-os e ordenou que os discípulos distribuíssem à multidão. Todos comeram e ainda sobraram 12 cestos!
O Mundo Hoje - Hoje o nosso planeta é habitado por mais de 6 bilhões de pessoas e, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 800 milhões passam fome! No Brasil, estudos divulgados pela Fundação Getúlio Vargas revelam que 50 milhões de brasileiros são indigentes, isto é, sobrevivem com uma renda per capita mensal menor que 80 reais.
A Origem da Cesta Básica - O governo federal criou um programa de distribuição de cestas básicas para atender a esses milhões de indigentes de nossa pátria. Gêneros que compõem a chamada cesta básica: arroz, feijão, macarrão, fubá, óleo, leite, farinha, café, açúcar, além de algum material de limpeza e higiene pessoal (os produtos podem variar de acordo com a região).
Observação: A cesta básica é tão importante que a variação dos preços de seus produtos mede a inflação.
Outras Cestas - A cesta básica inspirou a criação de outros, programas de assistência aos carentes:

1) No Rio de Janeiro, a "Cesta do Cidadão” que doa cheques de R$ 100,00 a famílias carentes com renda mensal de até R$ 130,00 reais, que mantenham dois ou mais filhos na escola com a vacinação em dia.

2) Em São Paulo, o programa "Alimenta São Paulo", que distribui cestas básicas para famílias com renda inferior a meio salário mínimo.

3) “Bolsa-Escola" do governo federal, que beneficiará 11 milhões de crianças de 5,8 milhões de famílias. O valor da bolsa é de R$ 15,00 por aluno, e cada família terá direito, no máximo, a R$ 45,00 mensais, independentemente do número de filhos.

Que Produtos Compõem a Cesta Básica da Verdadeira Auxiliadora?

Á luz da Bíblia entendemos que não podem faltar os seguintes produtos espirituais:

1) Humildade – A Bíblia exalta a humildade (Salmos 138.6; 1 Pedro 5.5; Mateus 5.3). Jesus, o filho de Deus disse: “...aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração.” (Mateus 11.29).

2) Fé – Por quê? Porque “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11.6). Leia também os versículos 1, 31 e 35 do mesmo capítulo.

3) Esperança – O substantivo esperança deriva do verbo esperar. Nossas expectativas, nossos anseios devem estar somente em Deus (Salmos 62.1). Jesus Cristo é a nossa esperança (1 Timóteo 1.1).

4) Pureza – “Felizes os que têm o coração puro, pois eles verão a Deus” (Mateus 5.8), disse o Senhor Jesus. Paulo exorta Timóteo a conservar-se puro (1 Timóteo 5.22).

5) Leitura Diária da Bíblia Sagrada - A Palavra de Deus é alimento essencial para nossa vida. "Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus" (Mateus 4.4). Por meio da Bíblia Deus se revela e mostra a Sua vontade para o nosso viver. Façamos nossas as palavras do salmista: "Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia!" (Salmo 119.97).

6) Oração – Esse produto básico não pode faltar na vida da Verdadeira Auxiliadora. Orar é ter comunhão íntima e pessoal com o Deus Todo-Poderoso. Nosso Mestre orava e aconselhou-nos a orar sempre e sem esmorecer (Lucas 18). Paulo exortou os Tessalonicenses a orar sem cessar (1 Tessalonicenses 5.17). O próprio Senhor Jesus ensinou: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação” (Mateus 26:41).

Conclusão – Além das virtudes cristãs que mencionamos, há outras que não podem faltar na vida da serva do Senhor Jesus, como, por exemplo, as ensinadas em Gálatas 5.22. Amada irmã, com esses produtos da “cesta básica” da Verdadeira Auxiliadora em nossa vida, com certeza faremos diferença neste mundo famélico de valores morais e espirituais.

Preparando a cesta e seus produtos - Você pode utilizar uma linda cesta de vime. Faça os “produtos” com caixas (embalagens) de presentes. Escreva nelas o nome dos produtos de modo bem legível.
Desenvolvendo o tema – Inicialmente a “cesta básica” deverá estar vazia. À medida que for discorrendo sobre o tema e apresentando o produto, você o colocará na cesta.


Nota: A idéia acima foi extraída da Revista SAF – Ano 48 / 3º Trimestre de 2002

Sugestão de Estudo Bíblico Para Círculo de Oração (10 semanas)




Tema: Tire a Máscara – Cl 3.8-10



Material: O cartaz com o tema é feito em papel cartão e fica a seu critério como enfeitá-lo. As máscaras são feitas de papel color set ou cartolina. O ideal é confeccionar uma máscara para cada estudo e se preferir, uma cor para cada máscara.
Procedimento: As máscaras são colocadas num suporte no cartaz, uma em cima da outra. No dia do estudo, retirando-se a máscara do estudo anterior, aparece o nome do estudo do dia atual. Quando forem retiradas todas as máscaras, aparecerá um rosto bonito porque tem sinceridade e verdade. Um rosto sem máscara! Escreva o nome do estudo em cima da boca da máscara (ver modelo acima).

Iniciando o Estudo
Máscara da Hipocrisia - Mateus 23.25-27
Introdução: Máscara é aquilo que se põe no rosto para esconder a sua identidade. Pode ser também aquilo que usamos temporária ou permanentemente, tentando esconder de nós mesmas o que não queremos admitir.
Nós, Mulheres Redimidas por Jesus, temos a responsabilidade de refleti-lo em nossas vidas, portanto, não devemos usar máscaras que nos impeçam disto. Por isso, com a ajuda do Espírito Santo, vamos ti- rar primeiramente a Máscara da Hipocrisia.
O texto ataca a exterioridade na vida espiritual, o mecanismo da fé e prática religiosa. O hipócrita é um indivíduo cheio de exterioridades. Muitas vezes usamos esta máscara. Por exemplo, quando dirigimos um sorriso a alguém, porém no íntimo o chamamos de patife; quando nos alegramos com o sucesso de alguém, mas no fundo não é isso que queríamos; quando apertamos a mão do nosso pastor e afirmamos: "conte comigo", mas na primeira oportunidade falamos mal dele, do seu sermão, do seu salário, da sua família, etc; quando fazemos elogios fingidos; quando fazemos um trabalho de má vontade, apenas por obrigação, etc.
Em nome de Jesus vamos tirar esta máscara (quem estiver fazendo o estudo tira a máscara do cartaz) e vivermos uma vida sem fingimento. Lembremos que um dia a misericórdia de Deus nos alcançou, nos redimiu e restaurou da condição de miseráveis pecadores.

Máscara da Mentira - Efésios 4.25; Colossenses 3.9

Tal como o velho homem deve ser despido, de uma vez por todas, no ato da conversão, assim também o ato pecaminoso da mentira deve ser abolido para sempre de nossas vidas. No versículo de Efésios está destacada a afirmação de que somos um só corpo, responsáveis pelo bem estar dele, razão pela qual não podemos mentir, já que isso produz um efeito devastador, desastroso e debilitador no corpo de Cristo, que se fundamenta sobre a VERDADE.
Você faz uso desta máscara? Peça ao Senhor que guarde a sua língua de proferir mentiras. Permita que Cristo seja o Senhor da sua língua, e, em nome de Jesus tire a máscara da mentira deixando a verdade transparecer na sua vida.

Máscara da Inveja - Gálatas 5.21-26

Sabemos que a inveja é uma das obras da carne, logo, é do diabo, que é cheio de inveja. Esta máscara é vista em nós quando nos mostramos diligentes no trabalho do Mestre, simplesmente na tentativa de nos equipararmos àquelas mulheres consagradas, quando em nosso coração há o espírito de competição, para fazer melhor do que a outra, para que o "EU" sobressaia. Estas atitudes e outras semelhantes não se associam à mulher cristã que é dirigida pelo Espírito Santo. Deixe esta máscara cair e seja autêntica, seja feliz com o que você é e tem.

Máscara da Vanglória - Gálatas 5.26; Filipenses 2.3; 1 Coríntios 1.31
O que existe em nós que mereça louvor e glória? Em 2 Coríntios 4.7 somos comparadas a um simples vaso de barro, para que a excelência seja de Deus e não de nós mesmas. Os dons que possuímos não são de nossa autoria, é obra do Espírito Santo, para que exercendo-os, Jesus seja glorificado em nós. Usando esta máscara queremos os aplausos e almejamos a glória. Se isso não acontece, ficamos tristes, decepcionadas e desestimuladas para realizar o que nos vem à mão.

Máscara da Omissão - Romanos 2.11

Ser remisso é o mesmo que ser omisso. Deus nos chamou para estarmos diante Dele, não sendo negligentes (2 Crônicas 29.11). Usamos esta máscara quando somos vagarosas, servas descuidadas e negligentes. Nenhum desocupado entrou no colégio apostólico, nem nós fomos chamadas apenas para estarmos na lista do rol de membros da nossa igreja (João 9.4). Esta máscara é vista em nós quando utilizamos termos como: "não posso", "não tenho tempo", sempre que nos pedem para fazer algo ou para ocupar um cargo, e mesmo sem cargo, quando permanecemos inativas enquanto a obra carece de nós. É hora de tirarmos esta máscara e dizermos ao Senhor como Isaías: "Eis-me aqui, envia-me.”

Máscara dos Ressentimentos - 1 Coríntios 13.5
"... não se ressente do mal."

Como tem sido a nossa reação diante das ofensas recebidas? Mostramos o amor que resolve criativamente os conflitos? Ou estamos sempre ressentidas com alguma coisa? Esta máscara é vista em nós quando somos ofendidas e ficamos emburradas, chegando a nos afastar do trabalho e até da Igreja. Já parou para pensar se Jesus tivesse sido uma pessoa ressentida? Deixe esta máscara e seja uma pessoa que "tudo sofre, tudo espera e tudo suporta" com amor.

Máscara da Ganância - Lucas 12.13-21
No versículo 15 Jesus faz uma advertência contra a avareza. No paraíso Adão e Eva quiseram mais do que já tinham e pecaram. A ganância ou avareza tem sido a causa de vários e sérios problemas em nossos lares. Reclamamos de tudo, da casa, dos móveis, da comida, nada nos contenta. É comum na igreja vermos esse tipo de sentimento tomado espaço. É como se disséssemos: Deus, as tuas bênçãos são poucas! Cuidado com as murmurações e o consumismo! Procuremos aprender a lição que Paulo mostrou ter aprendido, em Filipenses 4.11. Deixe esta máscara e estaremos convencidas que Deus nos dá o melhor antes mesmo que peçamos.

Máscara da Ansiedade - Mateus 6.25-32
Se somos ansiosas, mostramos falta de fé e "sem fé é impossível agradar a Deus". Devemos ter como exemplo o nosso pai na fé, Abraão, que num momento crucial de sua vida soube dizer "Deus proverá". Jesus é quem nos dá segurança, amparo, inspiração, consolação. Ele é quem sustenta a nossa vida e a preserva. Agindo com ansiedade nos tornamos mulheres inseguras, desamparadas, sem horizontes, aflitas e fracas. Confiemos em Deus que tudo pode e que está atento a nossas necessidades.


Máscara da Maledicência - Colossenses 3.8
Como apreciamos falar da vida alheia. Sempre que estamos reunidas abre-se o parlamento para a maledicência. Vamos cortar esta parte da liturgia de nossas reuniões. De nada adianta cantarmos "Quão bom e agradável é que os irmãos vivam em união" e depois fazer laços de maledicência (Salmo 141.3). Pedir para o Senhor nos ajudar é dar oportunidade para o Ele agir. Quem usa esta máscara demonstra o quanto está raquítica espiritualmente. Como novas criaturas, precisamos abandonar tudo o que fazia parte de nossa velha natureza, incluindo a maledicência (Efésios 4.29).

Sem Máscara - No cartaz de ilustração deve aparecer um rosto bonito e alegre.

Esta é a verdadeira identidade da mulher redimida por Jesus. Temos que ter autenticidade de vida, demonstrar que Cristo nos transformou completamente. Esta autenticidade é para quem está sendo dirigida e cada dia mais repleta do Espírito Santo (Efésios 5.15-20). Que a beleza de Cristo seja vista em você todos os dias de sua vida, e que você esteja honrando e glorificando o nome do Senhor Jesus.
Amada irmã, desenvolva cada estudo proposto aqui, na dependência do Espírito Santo. Espero em Deus que eles contribuam para a reflexão sobre o que Deus requer de cada uma de nós, caminhando cada vez mais na santificação.

Convite


Jogral

MÃE, A MULHER IMORTAL ........ (6 participantes) 1-2-3 A mulher se integrou completamente 5-6 ...