Vejam Só

Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

MULHERES DE DEUS


Abigail - "fonte de alegria"Abigail salvou o marido Nabal da fúria de Davi com provisões de alimento para ele e seus homens, incluindo 200 pastas de figo. Davi, que apreciou grandemente a prudência de Abigail, casou-se com ela quando Nabal morreu. 1 Samuel 25; 27:3; 30:5; 2 Samuel 2:2

Ana - "graciosa"Ana, casada com Elcana, não tinha filhos, mas Elcana, sim, e Ana sofria as zombarias e caçoadas da segunda esposa do seu marido. Durante sua visita anual ao tabernáculo em Silo, Ana orou por um filho e jurou dedicar qualquer filho que tivesse ao serviço de Deus. Quando Deus lhe deu a dádiva de ter um filho, Samuel, ela esperou até ele estar desmamado e então o deu a Eli para servir no tabernáculo. Todos os anos Ana levava uma veste a Samuel. Como resultado das preces de Eli Ana teve cinco outros filhos. 1 Samuel capítulos 1-2

Débora - "abelha"
Mulher de Lapidote, ama de Rebeca (Gn 35.8). Débora foi uma profetiza que julgava a Israel debaixo das palmeiras do monte Efraim (Jz 4.5). Os seus dons proféticos lhe deram grande influência num tempo de desespero e confusão ( Jz 4.6, 14; 5.7), sendo, realmente, uma verdadeira "mãe de Israel". Ela aparece entre os mais bem-sucedidos juizes de Israel (e a única mulher a ocupar esse cargo). Ela nomeou como seu comandante a Baraque, que derrotou os filisteus, trazendo um período de quarenta anos de liberdade do domínio estrangeiro. Juizes capítulos 4-5
Característica:
Ø Profetiza (Jz 4.5)
Ø Governante Judaica
Dorcas - "gazela"
Dorcas era uma viúva cristã que morava em Jope, "notável pelas boas obras e esmolas que fazia". Quando ela adoeceu e faleceu, suar, amigas mandaram chamar a Pedro. Assim que este chegou, as viúvas o cercaram, chorando e mostrando as roupas que Dorcas fizera para elas. Após orar, Pedro fez Dorcas reviver. Atos 9:36-43

Ester - "Murta"
Judia, filha de Abiail, uma linda jovem, cresceu em Susã, capital da Pércia. Seus pais morreram quando era ainda pequenina. Foi adotada pelo seu primo Mordecai. Foi eleita e coroada rainha com o maior esplendor scolhida a ser Rainha pelo Rei Assuero, onde mais tarde tornou-se sua esposa, o que possibilitou o livramento da nação hebráica de ser aniquilada depois do cativeiro babilônico. Apareceu 40 anos depois da reedificação do templo e 30 anos antes da reedificação do muro de Jerusalém. Sua vida muito contribuiu para a vinda do messias, sem ela, com certeza a nação hebráica pereceria e o 500 anos antes da vinda de Cristo. Seu principal tema era defender a libertação dos Judeus. Ester não somente era formosa, mas sábia. Admiramo-lá não só pelo seu patriotismo e bravura, mas por seu tato e sagacidade. Tal foi a origem da festa de Purim, observada ainda hoje pelos judeus. No 12º mês, chamado Adar, no calendário judeu que equivale aproximadamente a fevereiro e março no nosso calendário. Cronologia:
Ø Ester, Judia, tornou-se rainha da Pérsia, 478a.C.
Ø Ester livrou os judeus de serem massacrados, 473 a.C.
Ø Características
Ø Mulher Decidida: Et. 4:14-16
Ø Beleza: Et.2:7
Ø Abnegação e heroísmo: Et.4:16
Ø Tato: Et.5:8
Ø Coragem: Et. 7:6
Ø Patriotismo: Et. 8:3-6

Nenhum comentário: